Projeto Pedagógico do Curso

O engenheiro hídrico graduado pela unifei é o profissional apto a atuar em todos os aspectos referentes ao uso e gestão do recurso água, incluindo aspectos técnicos, sociais e ambientais, com as seguintes competências: habilidades de comunicação, liderança e iniciativa; habilidade para administrar conflitos;capacidade de trabalhar em equipes multidisciplinares;capacidade de trabalhar com grande volume de dados numéricos, geográficos e sociais;desenvolvimento de raciocínio lógico e abstrato, inclusive o raciocínio espacial (linguagem gráfica e cartográfica);visão ambiental abrangente, que inclui o domínio de leis ambientais de uso e outorga dos recursos hídricos, assim como de sua preservação.;

O Artigo 2o é considerado que os Currículos de Engenharia deverão dar condições aos egressos para adquirir as seguintes competências e habilidades:
a) aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;
b) projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
c) conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
d) planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de engenharia;
e) identificar, formular e resolver problemas de engenharia;
f) desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas técnicas;
g) supervisionar a operação e manutenção de sistemas;
h) avaliar criticamente ordens de grandezas e significância de resultados numéricos;
i) comunicar-se eficientemente nas formas escritas, oral e gráfica;
j) atuar em equipes multidisciplinares;
k) compreender e aplicar a ética e responsabilidade profissionais;
l) avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
m) avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia.
Mais especificamente, o Engenheiro Hídrico deverá ser um profissional apto para atuar em todos os aspectos referentes ao uso e gestão do recurso água, incluindo seus aspectos técnicos, sociais e ambientais. Deve possuir habilidades de comunicação, liderança e iniciativa, apto para administrar conflitos e capaz de trabalhar em equipes multidisciplinares.
Deverá apresentar capacidade de trabalhar com grande volume de dados numéricos, geográficos e sociais. Apresentar raciocínio lógico e abstrato, inclusive o raciocínio espacial, através da comunicação em linguagem gráfica e cartográfica.
Alem dos conhecimentos técnicos, deverá apresentar conhecimentos sobre os aspectos sociais, além de um verniz cultural, e conhecimento sobre a importância econômica e social da água nas diversas sociedades ao longo da história.


Neste projeto pedagógico foram considerados princípios filosóficos, metodológicos e científicos
dentre os quais se destacaram para seu estabelecimento, dentre os quais:
- metodologia de ensino centrada no aluno como um dos agentes ativos na construção do conhecimento;
- disciplinas e/ou atividades como maneiras de desenvolver a articulação teoria e prática;
- pesquisa como princípio educativo para desenvolvimento de competências, habilidades e
atitudes tais como autonomia intelectual, exercício crítico, capacidade de análise da realidade e
auto-aprendizado;
- práticas acadêmico-pedagógicas interdisciplinares que incluam o uso de novas tecnologias para
a educação;
- currículos flexíveis (por área ou por problemas) através de alternativas criativas e inovadoras,
articulando pesquisa e extensão, universidade e setor produtivo
- aprendizagem como processo de construção que ocorre em variados “ lugares acadêmicos”
(aulas, seminários, eventos, pesquisas,projetos, visitas técnicas, prestação de serviços);
- trabalho cooperativo inter e multidisciplinar que engendra competências como comunicação,
expressão, flexibilidade e crítica;
- competências, habilidades e atitudes como aspectos a serem desenvolvidos/focados através do
trabalho com o conhecimento, as experiências e os valores que permeiam qualquer atividade
acadêmica;
- ensino com pressuposto de disposição para aprender, onde a formação contínua docente deve se
firmar;
- conhecimento pertinente constrói-se através de atividades registradas, refletidas e
resignificadas;
- constituído por docentes valorizados e assumindo a função de gestores de tempos, espaços,
atividades e imprevisibilidades;
- currículos garantidores do entrelaçamento entre saber científico (inovação), problematização do
real (intervenção) e vínculos comunitários (responsabilidade social);
- promoção de práticas e processos participativos de produção e geração, difusão e aplicação de
conhecimento, criando as “ comunidades de aprendizagem”.

A avaliação do Curso de Engenharia Hídrica ocorre nos seguintes âmbitos:
- Nível externo à UNIFEI:
a) ENADE: A cada três anos (ultimas edições 2014, 2011,...) os alunos dos curso de Engenharia
Hídrica, aptos a colação de grau (80% do curso concluído no semestre de aplicação do exame e no
seguinte), são inscritos para participarem do Exame Nacional de Avaliação da Educação Superior
(SINAES). O objetivo é aferir o rendimento dos alunos dos cursos de graduação em
relação aos conteúdos, habilidades e competências do profissional a ser formado. Ressalta-se que
desde que foi iniciado este sistema de avaliação, o curso de Engenharia Hídrica realiza as provas no
grupo da Engenharia Civil, pois não há grupo especifico para recursos hídricos.
b) MEC: Considerando a nota obtida pelo ENADE e em função de questionários aplicados nos
alunos que participam deste exame, onde são considerados questões sobre projeto pedagógico, infraestrutura
da universidade, perfil docente, entre outras, o curso recebe uma nota.
c) Guia do Estudante (Editora Abril): Anualmente é feita uma pesquisa junto a coordenação do curso
sobre os mais diversos temas pertinentes a formação do profissional, perfil docente, infra-estrutura
da instituição de ensino, mercado de trabalho, perfil do egresso. As respostas são avaliadas por
diversos profissionais e o resultado é publicado, classificando o curso com estrelas.
- Nível interno à UNIFEI:
A UNIFEI possui uma Comissão Própria de Avaliação – CPA, que tem como atribuição conduzir os
processos de avaliação internos da instituição, sistematizar e prestar as informações solicitadas pelo
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP. Uma vez instalada, a
CPA tem como um de seus objetivos articular discentes, docentes, funcionários e diretores num
trabalho de avaliação contínua da atividade.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTI - Diretoria de Tecnologia da Informação - (35) 3629-1080 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa09.unifei.edu.br.sigaa09