Projeto Pedagógico do Curso

Nenhum conteúdo disponível até o momento Nenhum conteúdo disponível até o momento

engenharia da mobilidade é um dos ramos da engenharia ao qual compete a construção e a manutenção de redes rodo-ferroviárias, além de portos e aeroportos, projeto de veículos, logística de transferência de produtos. embora importantíssimo, “mais do que noutros campos de engenharia, a engenharia dos transportes requer uma abordagem sistêmica de muitos projetos. outra distinção tem a ver com o fato de que enquanto os engenheiros civis e mecânicos desenham e constroem os seus objetos, entregando-os depois a operadores ou consumidores, os engenheiros de transportes continuam a estar ativamente envolvidos em operações, e na busca de eficiência e aperfeiçoamentos contínuos. eles estão, por conseguinte, envolvidos na análise de sistemas, supervisionando os resultados econômicos, os serviços prestados e o seu impacto nos utilizadores, assim como na qualidade de vida das cidades e da sociedade” vukan r. vuchic | professor universidade da pensilvânia, eua a engenharia da mobilidade é um ramo da engenharia ao qual compete a construção e a manutenção de redes rodo-ferroviárias, além de portos e aeroportos, projeto de veículos e logística de transferência de produtos. verifica-se, no brasil, a urgência de soluções para infraestrutura na área de transportes, fazendo o curso de engenharia da mobilidade extremamente necessário. os investimentos bilionários em infraestrutura (energia, transporte, saneamento e habitação) do programa de aceleração do crescimento (pac) dão a noção exata da grande importância do engenheiro de mobilidade para o desenvolvimento do país. os engenheiros dessa área são os responsáveis por projetos de construção e duplicação de estradas, construção, monitoração, manutenção e renovação da infraestrutura ferroviária , projetos de sinalização viária, operações do tráfego urbano, gestão e planejamento do transporte urbano de passageiros, além de desafogação de lugares onde ocorrem engarrafamentos. desenvolvem atividades de de planejamento, fabricação, operação e manutenção dos sistemas técnicos veiculares e de transporte. além disso, devem desenvolver uma visão holística do que significa atuar no campo da mobilidade, para planejar e gerenciar o deslocamento de pessoas e produtos. o profissional poderá atuar tanto no setor público (agência nacional de transportes terrestres - antt; departamento nacional de infra-estrutura de transportes - dnit, entre outros) quanto no setor privado, em administradoras de rodovias e empresas de engenharia que desenvolvem atividades nas áreas de logística e de transportes. além das disciplinas características dos cursos de engenharia, o currículo deve abranger: elementos de máquinas, sistemas motrizes mecânicos e elétricos, projeto veicular, sistemas digitais e de comunicação, mecânica dos solos, hidrologia e drenagem, análise estrutural, geoprocessamento, engenharia de tráfego, custos, planejamento urbano e regional, sistemas de controle de tráfego, planejamento de infraestrutura viária, sistemas de transporte público, operação e controle de sistemas de transportes de cargas, engenharia de manutenção, gestão da qualidade, logística, mecânica de locomotivas e de vagões, telecomunicações.

Nenhum conteúdo disponível até o momento Baixar Arquivo
SIGAA | DTI - Diretoria de Tecnologia da Informação - (35) 3629-1080 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa07.unifei.edu.br.sigaa07