Projeto Pedagógico do Curso

Os egressos do curso de Ciências Biológicas Licenciatura da UNIFEI têm direito a ministrar aulas de Ciências e Biologia no Ensino Fundamental e Médio, respectivamente, além de requisitarem o registro profissional junto aos Conselhos 12 Regionais (CRBio) da categoria que lhes confere habilitação e condição legal para exercer as atividades designadas aos biólogos, desde que complementem sua formação. De acordo com a nota de esclarecimento referente a resolução CFBio Nº 213/2010, não há obrigatoriedade de registro nos CRBios, para o licenciado exercer a docência. O curso destina-se a formar profissionais que detenham os conteúdos curriculares e sejam conscientes da sua responsabilidade como educadores, capazes de intervir no processo de aprendizagem de seus alunos. Este profissional deverá ter uma preparação pedagógica adequada para o trabalho com o processo de ensino e aprendizagem envolvendo os conhecimentos de biologia, apto a adotar uma postura ética em sua atuação profissional, valorizando as diferentes formas de aprender dos alunos, além de respeitar sua diversidade cultural. Ele deverá ter iniciativa, capacidade de julgamento e de tomada de decisão, embasada em critérios que primem para formação humana e de rigor científico, bem como em referenciais éticos e legais. O licenciado deverá ter uma percepção da prática docente como um processo dinâmico em que as estratégias de ensino devem ser continuamente modificadas a fim de promover a aprendizagem de forma significativa. Adicionalmente, este profissional deve ser consciente da necessidade de atuar com qualidade e responsabilidade em prol da conservação e manejo da biodiversidade e de se tornar agente transformador da realidade presente, na busca de melhoria da qualidade de vida. Ressalta-se ainda que este egresso deve buscar o seu desenvolvimento profissional, a partir da prática de formação continuada e de inovações na sua área de atuação, apresentando habilidade de comunicação oral e escrita.

Estas características podem ser desdobradas em competências mais específicas, que expressam os resultados a serem buscados pelos graduandos em Ciências Biológicas Licenciatura: • Pautar-se por princípios da ética democrática: responsabilidade social e ambiental, dignidade humana, direito à vida, justiça, respeito mútuo, participação, responsabilidade, diálogo e solidariedade; • Reconhecer formas de discriminação racial, social, de gênero, que se fundem inclusive em alegados pressupostos biológicos, posicionando-se diante delas de forma crítica, com respaldo em pressupostos epistemológicos coerentes e na 13 bibliografia de referência; • Atuar em pesquisa básica e aplicada nas diferentes áreas das Ciências Biológicas e da Educação ou Ensino, comprometendo-se com a divulgação dos resultados das pesquisas em veículos adequados para ampliar a difusão e ampliação do conhecimento; • Reconhecer a Biologia como uma área que ocupa posição de destaque na história da ciência, devido às descobertas científicas que interferiram de maneira positiva na vida da sociedade de modo geral; • Portar-se como educador consciente de seu papel na formação de cidadãos, inclusive na perspectiva socioambiental; • Utilizar o conhecimento sobre organização, gestão e financiamento da pesquisa e sobre a legislação e políticas públicas referentes à área; • Entender o processo histórico de produção do conhecimento das ciências biológicas referente a conceitos/princípios/teorias; • Estabelecer relações entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente; • Utilizar os conhecimentos das ciências biológicas e da educação/ensino para compreender e transformar o contexto sócio-político e as relações nas quais está inserida a prática profissional, conhecendo a legislação pertinente; • Desenvolver ações estratégicas capazes de ampliar e aperfeiçoar as formas de atuação profissional, preparando-se para a inserção no mercado de trabalho em contínua transformação; • Orientar escolhas e decisões em valores e pressupostos metodológicos alinhados com a democracia, com o respeito à diversidade étnica e cultural, às culturas autóctones e à biodiversidade; • Atuar multi e interdisciplinarmente, interagindo com diferentes especialidades e diversos profissionais, de modo a estar preparado à contínua mudança do mundo produtivo; • Comprometer-se com o desenvolvimento profissional constante, assumindo uma postura de flexibilidade e disponibilidade para mudanças contínuas, esclarecido quanto às opções sindicais e corporativas inerentes ao exercício profissional. Ao longo das diversas atividades acadêmicas pretende-se desenvolver as seguintes habilidades:Planejar, organizar e dirigir situações de aprendizagem; • Articular ensino e pesquisa na produção do conhecimento e da prática pedagógica; • Incentivar a construção do conhecimento; • Analisar e avaliar a sua postura profissional, a fim de aperfeiçoar a sua prática docente; • Identificar e propor soluções para os problemas detectados ao longo do processo ensino-aprendizagem; • Promover a inclusão social, reprovando qualquer tipo de discriminação; • Realizar uma leitura crítica dos conteúdos da área biológica, educação e ensino; • Desenvolver trabalhos em equipes multidisciplinares; • Capacidade de comunicação oral e escrita; • Dominar a norma culta da língua portuguesa.

O Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, concebe a relação docência – investigação - produção de conhecimentos como um compromisso a ser orientado por princípios básicos que busquem a articulação da formação acadêmica dos estudantes universitários com sua futura atividade profissional, através de sua inserção efetiva na prática do trabalho e no trabalho de investigação durante os anos dedicados à sua formação. Por considerar que as universidades constituem-se instituições elementares para a promoção e desenvolvimento da cultura, o compromisso do curso de Ciências Biológicas Licenciatura da UNIFEI aproxima-se de uma concepção particular ao integrar-se a uma política dirigida não apenas em formar mão de obra capacitada nos planos científico e técnico, mas também cidadãos conscientes e capazes de assumir responsabilidades individuais e sociais em um mundo cada vez mais complexo, no qual as relações interculturais são favorecidas pelos avanços da comunicação e da informática.

O acompanhamento da vida acadêmica dos discentes, do comprometimento dos docentes, bem como do cumprimento do Projeto Pedagógico do Curso deve ser avaliado periodicamente a fim de se refletir a respeito da formação do profissional Professor de Ciências e Biologia que se adeque às demandas do mercado de trabalho, das atividades científicas e das novas metodologias de ensino, pesquisa e extensão. 21 Desta forma, alguns instrumentos normativos internos e externos à Universidade compõem o sistema de avaliação do projeto pedagógico do curso, do discente e do docente.

O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), que integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), corresponde ao instrumento que subsidia a produção de qualidade dos cursos de graduação. Seu objetivo principal é aferir o rendimento dos alunos dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos de graduação, suas habilidades e competências. Adicionalmente, o Enade avalia o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

A nota alcançada no Enade pode ser acessada pelo estudante no Boletim de Desempenho, disponível em http://portal.inep.gov.br. O acesso ao resultado individual obtido no Enade é restrito ao concluinte ou ingressante que tenha participado da prova, conforme legislação vigente. Os resultados desta avaliação externa poderão ser utilizados como parâmetros e metas para o aprimoramento do curso.

Os membros da CPA analisam os dados fornecidos nas respostas aos questionários eletrônicos e elaboram um relatório que deve conter todas as informações e demais elementos avaliativos constantes do roteiro comum de base nacional, análises qualitativas e ações de caráter administrativo, político, pedagógico e específicos que a IES pretende empreender em decorrência do processo de autoavaliação, identificação dos meios e recursos necessários para a realização de melhorias, assim como uma avaliação dos acertos e equívocos do próprio processo de avaliação. Este relatório é divulgado a todos os segmentos da Universidade (docentes, servidores técnicoadministrativos, discentes, ex-discentes e comunidade externa), além de ser encaminhado ao INEP/MEC. O resultado da análise de itens específicos relacionados ao curso é encaminhado ao Coordenador do Curso que o compartilhará com o Colegiado de Curso para realizar discussões conjuntas a fim de se desenvolver um planejamento de melhorias para o curso, implementando ações acadêmico-administrativas efetivas.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTI - Diretoria de Tecnologia da Informação - (35) 3629-1080 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa06.unifei.edu.br.sigaa06