Projeto Pedagógico do Curso

com a formação em bioengenharia molecular pretende-se formar alunos capazes de entender e utilizar a informação contida, quer nos bancos de informação genômica, quer nas bases de estruturas de proteínas. a integração desta informação, a par do conhecimento das diferentes vias metabólicas, visa permitir não só a modificação e melhoria das propriedades de produtos de natureza biológica, mas também o desenho e síntese de novas moléculas biomiméticas com aplicação em diferentes áreas e a miniaturização de sistemas biológicos para análise genômica e proteômica. o desenvolvimento de novos biomateriais, bem como o seu desempenho in vivo é um outro objetivo. a formação em nanossistemas e nanobioestruturas pretende a formação de alunos com capacidade de desenvolverem e operarem nos níveis micro- e nanoestruturais. a produção de microestruturas não se encontra só confinada a partes eletrônicas, pois muitas das sondas em biomedicina incorporam já componentes miniaturizados, bem como componentes das indústrias ópticas, fotônicas e de sensores. serão, pois alunos com qualificações englobando as ciências biológicas e as tecnologias de engenharia. o mercado para o bacharelado em engenharia de bioprocessos e nanotecnologias é um mercado de futuro e perspectiva-se como uma oferta aliciante para novos alunos da unifei. a engenharia de tecidos biológicos é uma ciência que estuda a possibilidade de, a partir da combinação de células, de materiais de engenharia e fatores bioquímicos se podem melhorar ou substituir certas funções biológicas. é um campo interdisciplinar, onde, com base na engenharia e nas ciências da vida se pode reproduzir uma estrutura biológica que, por si, pode melhorar ou substituir o tecido de um órgão. com o programa desta unidade curricular, pretende-se que o aluno fique ciente dos problemas envolvidos na síntese de novos tecidos biológicos e, consequentemente na possibilidade de melhorar, restaurar ou mesmo substituir tecidos biológicos já existentes.

Nenhum conteúdo disponível até o momento

a graduação bacharelado em engenharia de bioprocessos da unifei é um curso inovador e único no país, baseada numa abordagem inter- e transdisciplinar entre a engenharia e disciplinas de base de química e biologia celular e molecular, com fortes componentes de química, física, matemática, materiais, microelectrônica, informática e produção-mecânica. pretende-se formar recursos humanos com uma formação sólida nos princípios e métodos fundamentais de engenharia, nanotecnologia e bionformática e na sua integração com a biologia celular e molecular. os graduados nesta área oferecerão uma especialidade única no país, que permitirá a convergência unificadora das tecnologias nano-bio-informáticas e que contribuirá para o desenvolvimento e inovação nos domínios avançados da biologia e biotecnologia do século xxi no brasil. a organização curricular do curso de bacharelado em engenharia de bioprocessos da unifei assenta num tronco comum de disciplinas de formação básica nos dois primeiros anos, prevendo-se áreas de formação em três vertentes, através de conjuntos coerentes de disciplinas /blocos de opção, a partir do 3º ano, a saber: formação em bioengenharia molecular, formação em nanosistemas e nanobioestruturas e formação em engenharia de tecidos biológicos. o curso de bacharelado em engenharia de bioprocessos da unifei é uma especialidade que foi estruturada com base nas grandes linhas de desenvolvimento tecnológico, necessárias para o brasil e para a humanidade apontadas anteriormente: formação em bioengenharia molecular, formação em nanosistemas e nanobioestruturas e formação em engenharia de tecidos biológicos. estas especialidades, de caráter interdisciplinar e multidisciplinar, não seguem os moldes dos cursos de engenharia de bioprocessos tradicionais instalados no brasil. sendo assim, o engenheiro de bioprocessos da unifei será um profissional com base conceitual e habilidades para desenvolver, aplicar e integrar técnicas e ferramentas modernas de engenharia, que venham a auxiliar na solução de problemas em nano-bio-informática nos níveis da nanotecnologia, biotecnologia e bioinformática. o brasil, em particular o estado de minas gerais, nos últimos anos, tem intensificado os investimentos em nanobiotecnologia e bioinformática. esses investimentos podem ser percebidos não somente no desenvolvimento de pesquisas científicas e tecnológicas, normalmente sediadas nas instituições públicas de pesquisa, mas, também, na produção de instrumentação e insumos biomédicos. portanto, pode-se identificar um demanda significativa de profissionais das áreas da engenharia de bioprocessos e justifica-se a elaboração no país, nesse caso específico no estado de minas gerais, de um programa voltado para a emergente área da engenharia de bioprocessos em nosso país.

Nenhum conteúdo disponível até o momento Baixar Arquivo
SIGAA | DTI - Diretoria de Tecnologia da Informação - (35) 3629-1080 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa09.unifei.edu.br.sigaa09